Dia a dia
Dia a dia
Menu
Dia 0
Dia 1
Dia 2
Dia 3
Dia 4
Dia 5
Dia 6
COMEÇAR A VIVER A EXPERIÊNCIA

 

A histórica cidade de Chaves, bem perto da fronteira com Espanha e famosa pelas suas águas termais dá as boas-vindas à caravana do Ride Across Portugal, neste dia “0”.

O secretariado, assim como toda a logística está sediada no hotel oficial da prova - Hotel Chaves Premium.

Depois de receber as boas vindas e fazer a sua credenciação, cada participante recebe o seu kit Ride Across Portugal:

  • Track GPX de todas as etapas
  • Saco de viagem personalizado (saco oficial) de 100L
  • Jersey oficial Ride Across Portugal 2020
  • Polo oficial Ride Across Portugal 2020

As bicicletas dos atletas são montadas pelos próprios num espaço dedicado com o apoio de mecânicos especializado.

As malas de viagem trazidas de casa pelos atletas, assim como as caixas ou malas das bicicletas de cada participante são entregues à Organização que as devolverá no final da última etapa.

No briefing deste dia zero serão dadas informações importantes sobre todo o evento. É o melhor momento para os participantes terem as respostas para as suas últimas duvidas.

O jantar de boas-vindas, com base na gastronomia local, é o momento para começar a contactar os companheiros deste desafio inesquecível.

 

 

AS MONTANHAS E O RIO DOURO

 

Nesta 1ª etapa os participantes percorrem uma viagem mágica através das montanhas características do norte de Portugal. 

O verde é a cor dominante dos vales e encostas percorridas nesta etapa em que o Rio Douro é e grande estrela do dia.

Os participantes irão passar por algumas das vilas e aldeias da região do Douro, ligadas por encostas decoradas pelas famosas vinhas desta que é a mais velha região vinícola demarcada do mundo.

O Rio Douro marca mais do que uma vez a etapa, incluindo o seu final, pois é precisamente nas margens deste rio que todo o “circo” pernoita ao fim deste 1º dia, no surpreendente Centro Desportivo de Alto Rendimento do Pocinho, situado junto à Barragem com o mesmo nome.

 

 

A CONQUISTA DO PONTO MAIS ALTO DE PORTUGAL CONTINENTAL

 

No segundo dia, percorre-se uma das etapas mais especiais do Ride Across Portugal, marcada no seu final, pela alta montanha e pela subida de categoria especial que leva os participantes à conquista do ponto mais alto de Portugal Continental (Alto da Torre) com 1.993 m de altitude.

Mas antes de chegar a este local altamente simbólico para todos ciclistas em Portugal, e palco das 'etapas rainha' da Volta a Portugal, os atletas percorrerão algumas das mais selvagens e espetaculares paisagens do nosso país, com a subida final a percorrer o fantástico Vale Glaciar do Zêzere.

A ligação entre o Alto da Torre e a cidade da Covilhã, que acolhe o final desta etapa, é feita em constante descida (cerca de 20 km) com uma envolvente paisagística de cortar a respiração.

Muitas são as histórias do dia partilhadas entre os participantes durante o jantar, que será servido no acolhedor e confortável Pura Lã Hotel – Wool Valley Hotel & Spa, que recebe as bravas e bravos escaladores após a longa descida da Torre até à Covilhã.

 

 

O CARROCEL DA BEIRA BAIXA E O RIO TEJO

 

Embora esta 3ª Etapa seja uma etapa de recuperação, tendo em conta a alta montanha do dia anterior, está longe de ser uma etapa plana e muito menos monótona.

Neste dia, o Ride Across Portugal, faz o seu percurso, na sua maioria, ao longo das belas e onduladas estradas da Beira Baixa.

Mas é de relevar também a travessia do Rio Tejo (o maior rio de Portugal) junto ao imponente monumento natural das Portas do Rodão, oferecendo aos participantes a vista de um dos postais mais icónicos do nosso país. 

No final da etapa, é hora de não apenas apreciar a História, mas experimentá-la pessoalmente, enquanto se recupera na atmosfera medieval da Pousada da Flor da Rosa, com sede no mosteiro medieval de mesmo nome.

 

 

ALENTEJO, A TOSCANA PORTUGUESA

 

Propositadamente mais curta, esta 4ª etapa, para além de permitir aos atletas recuperar do esforço acumulado nos dias anteriores, possibilita a chegada mais cedo ao final da etapa, onde os participantes são acolhidos em Évora.

A paisagem ondulada, tipicamente alentejana, com as estradas enquadradas por searas e sobreiros é por vezes contrastada pelos espelhos de água das barragens atravessadas ao longo do percurso.

Avis, Pavia e Arraiolos são algumas das cidades e vilas mais emblemáticas e históricas do Alentejo cruzadas nesta 4ª etapa. Já em Évora, cruzam-se como em nenhum outro local, a história, a cultura, a gastronomia e toda uma atmosfera que faz desta cidade, uma das principais atrações turísticas do nosso país.

O Vila Galé Évora Hotel é o local perfeito para descansar e recuperar para as duas etapas que faltam para o final.

O Alentejo profundo DEEP PORTUGAL

 

A mais longa etapa do Ride Across Portugal é percorrida nalgumas das paisagens mais emblemáticas do Alentejo.

A paleta de cores que pintam esta região na Primavera será o cenário para esta etapa e uma das principais recompensas para os atletas que cruzarão mais uma vez vilas e aldeias desta região.

Para acabar, os participantes terão à sua espera um cenário surpreendente oferecido pelas antigas Minas de S. Domingos, junto às quais se encontra o hotel que acolherá o final da etapa.

Será neste ambiente mágico onde a calma alentejana envolve a barragem da Tapada Grande que os participantes passarão a última noite do Ride Across Portugal.

 

As Minas de S. Domingos

A mina e a respectiva aldeia de São Domingos correspondem a um antigo couto mineiro, com ligação ao porto fluvial do Pomarão, no rio Guadiana, por meio de um caminho-de-ferro de via reduzida, com cerca de 15 km de extensão.

A tradição mineira na zona de São Domingos remonta aos Fenícios e Cartagineses e, depois destes aos romanos, sendo o seu principal objetivo a extração de cobre, ouro e prata.

Hoje este local tornou-se um aprazível destino de lazer, com a Praia Fluvial da Tapada Grande como proposta incontornável, sobretudo nos dias quentes de Primavera e Verão.

 

 

The longest Ride Across Portugal's@ stage crosses the typical smooth Alentejo landscapes, which in May are painted with an impressive palette of greens and yellow.

The amazing scenery of S. Domingos' mines awaits the athletes at the end of this stage.

Ride Across Portugal's® final night is passed under one of the most starry skies in the world, in the cozy Alentejo Star Hotel.

O Guadiana e o mar

 

A 6ª e última etapa do Ride Across Portugal fecha da melhor maneira este desafio.

O Rio Guadiana será a marca da primeira parte da etapa, com o percurso a acompanhar o traçado sinuoso do rio que separa Portugal de Espanha, proporcionando momentos bem divertidos e desafiantes em cima da bicicleta

Mértola e Alcoutim, ambas situadas nas margens deste rio, estão entre as mais belas vilas de Portugal, sendo dois dos pontos altos da etapa.

Ainda com a mente a processar as imagens do Guadiana e a atmosfera especial destas duas vilas, é a vez de abandonar o rio e rumar ao mar, na costa sul de Portugal.  

Um sobe e desce constante leva os participantes até ao local onde a terra acaba e o mar começa.

O Azul do Atlântico será o fundo para a celebração da conquista do desafio e da festa final que consagrará todos os atletas que terminam a prova como vencedores, e entre eles o atleta e a atleta mais rápidos como o Rei e a Rainha do Ride Across Portugal.

Mais do que seis dias para atravessar um país de norte a sul, chega ao fim uma jornada cheia de desafio e superação, mas sobretudo uma semana plena de convívio, de emoções e de partilha da paixão pelo ciclismo com pessoas de todo o mundo.