FAQs
FAQs

Não, o Ride Across Portugal® é um evento de cicloturismo por etapas, onde cada atleta anda ao seu próprio ritmo, cumprindo escrupulosamente as regras de trânsito e salvaguardando sempre a sua segurança e a dos restantes utilizadores da via publica.

No entanto os participantes podem optar por participar na versão competitiva do evento. Para isso, em cada etapa existem segmentos do percurso, devidamente identificados e comunicados pela organização aos atletas, onde os seus tempos serão cronometrados, sendo depois estabelecidas classificações (geral e por etapa).

O Ride Across Portugal® é um evento aberto a todas as pessoas nascidas antes do dia 17 de Maio de 2004.

As inscrições são efectuadas no site oficial da prova ou através de um dos Tour Operators oficiais.

Existem 3 possibilidades de desfrutar da experiência do Ride Across Portugal®.

Em alternativa à versão integral do RAP (6 etapas) os participantes podem fazer a sua inscrição numa das duas versões mais curtas do evento, escolhendo fazer as primeiras 3 etapas (RAP Norte) ou as 3 últimas (RAP Sul).

Em alternativa à participação a solo, existe também a possibilidade de participar em equipas de dois elementos, cumprindo as etapas em regime de estafeta

À sua inscrição, cada participante pode juntar a aquisição de vários serviços extra, tais como suplemento de alojamento em quarto sigle, pack premium de mecânica, pack de massagens e transferes para o início da prova, ou a partir do seu final. Para além destes extras, o(a) participante pode ainda subscrever uma série de serviços personalizados.

Se por alguma razão não é possível participar em todas as etapas, existe a possibilidade de se inscrever em apenas 3 etapas.

Existem assim 3 modalidades de inscrição:

- Ride Across Portugal (6 etapas)

- Ride Across Portugal – Norte (3 etapas)

- Ride Across Portugal – Sul (3 etapas)

Em cada uma das modalidades (RAP completo, RAP Norte e RAP Sul) existem 3 períodos de inscrições, com um custo diferenciado. Nos dois 2 primeiros períodos existe a possibilidade do pagamento da inscrição ser feita de modo faseado.

No 3º período, o pagamento faseado não está disponível.

O pagamento dos extras é efetuado de uma só vez, em conjunto com um dos pagamentos da inscrição. 

Sim, mas a organização salvaguarda apenas um número limitado de lugares nas unidades de alojamento para acolher acompanhantes.

Os acompanhantes terão de se deslocar durante as etapas por meios próprios, salvaguardando sempre o exposto no regulamento referente a proibição de circulação de viaturas estranhas à organização entre os atletas e apoio dinâmico nas etapas.

No entanto os acompanhantes podem acompanhar as etapas, acedendo à partida e chegada, assim como aos locais de paragem dos atletas (pit stops).

A organização facultará algumas indicações de carácter turístico de modo a apoiar os acompanhantes no planeamento dos dias do evento nomedamente nos pontos de potencial interesse turístico ao longo do percurso.

Para a subscrição de serviços de transporte e programas turísticos para acompanhantes, devem ser contactados os Operadores Turísticos Oficiais.

Lisboa, Porto e Faro são os aeroportos internacionais que servem Portugal Continental.

Sempre que seja possível, o melhor programa de vôos para vir a Portugal participar no Ride Across Portugal será aterrar no Porto e partir de Faro. No caso de haver necessidade ou vantagem do local de partida ser o mesmo do de chegada, então a opção mais equilibrada é o aeroporto de Lisboa.

Existem também ligações aéreas com preços acessíveis desde Faro para os outros aeroportos portugueses (Lisboa e Porto).

Outra opção pode passar pelos comboios internacionais que ligam Porto e Lisboa a cidades como Paris, Bayonne e Madrid.

No dia 15 de maio (Domingo – Dia “0”), a organização tem um serviço de transfer (autocarro e transporte da bicicleta), desde Lisboa e o Porto para o início do evento no Peso da Régua.

No dia 22 de maio (Domingo) a organização disponibiliza o serviço de transfer (autocarro e transporte da bicicleta), desde Porches (local de chegada) para Faro (aeroporto), Lisboa e Porto.  

Os participantes podem adquiri estes serviços, como extras, no momento da sua inscrição.

Os participantes podem ainda solicitar à organização transferes personalizados.

Incluída na inscrição de cada atleta está também a oferta de um saco de viagem THULE personalizado com o logo do evento, cuja utilização será obrigatória para todos os participantes. Será apenas este saco que a organização assegura o seu transporte em cada etapa do hotel de partida para o hotel de chegada.

O saco ou caixa da bicicleta, assim como a mala de viagem que o participante trouxe do seu sítio de origem será transportado pela organização diretamente do início (Peso da Régua) para o final da última etapa (Porches). Durante as etapas os participantes não terão acesso a estas embalagens.

Sim, há sinalética ao longo de todo o percurso de cada etapa. No entanto a utilização do GPS é fortemente aconselhada para efectuar em segurança e com fiabilidade a totalidade do percurso de cada etapa.

Para além disso o registo da etapa pelo GPS é fundamental para o registo do tempo do atleta nos percursos cronometrados, caso o(a) atleta opte pela participação na componente competitiva (troços cronometrados).

Para assegurar o registo do seu tempo nos segmentos cronometrados, o participante deverá usar um aparelho GPS que articule os seus registos com a plataforma STRAVA

Para os que abdiquem da cronometragem dos seus tempos nos segmentos cronometrados a utilização do GPS não é obrigatória, mas é fortemente aconselhada para efectuar sem erros o percurso de cada etapa. No entanto um participante pode optar por andar sempre junto a outro companheiro e assim achar que pode prescindir de usar o aparelho de GPS.

Sim, durante as etapas haverá equipas de assistência mecânica, compostas por mecânicos profissionais, que circularão entre os atletas e que procurarão resolver os problemas possíveis de solucionar numa dinâmica de evento como este.

Estão excluídas do âmbito do trabalho destas equipas intervenções básicas como a resolução de furos e outras intervenções menores que terão de ser resolvidas pelos participantes.

Cada participante terá de salvaguardar o bom estado da bicicleta e dos seus componentes antes da partida para cada etapa e assegurar também o transporte e a manipulação de material de substituição e de reparação como câmaras-de-ar e bomba durante as etapas.

Para além deste serviço de apoio básico, os atletas podem subscrever como extra o serviço de "Assistência Mecânica Premium", garantindo um apoio mais personalizado no final de cada etapa.

O evento tem o apoio de uma equipa médica permanente, que estará presente nas partidas e nas chegadas, e que se move ao longo do percurso de cada etapa, apoiando qualquer eventual situação de urgência que possa surgir.

Sim, os participantes necessitam de apresentar um documento assinado por um médico, atestando a sua aptidão física para participar num evento por etapas com as características do Ride Across Portugal®. A minuta deste documento é disponibilizada ao participante, após a validação da sua inscrição.

Todos os atletas que sejam portadores de uma licença UCI válida para 2022, não necessitam de apresentar este documento já que a sua licença já tem como pressuposta a validação médica para a prática do ciclismo, incluindo a participação neste tipo de eventos.

Para além do atestado médico é igualmente necessário apresentar um resultado negativo num teste ao COVID 19, feito no prazo máximo de 5 dias antes do dia “0” (15 de Maio).

Não, não são permitidos carros de apoio a circular entre os ciclistas durante as etapas.

São definidas áreas junto às zonas de reabastecimento onde os acompanhantes poderão assistir à passagem dos participantes e fornecerem-lhes algum tipo de apoio.

No entanto esta presença terá sempre de ser aprovada pela organização salvaguardando a segurança, o bom funcionamento dos reabastecimentos e a fluidez de passagem dos atletas nestas zonas.

Ofertas para todos os participantes:

- Um jersey oficial do evento
- Uma camiseta (polo) oficial de participação no Ride Across Portugal®

- Uma medalha oficial de participação no Ride Across Portugal®

No final da última etapa, serão entregues troféus oficiais Ride Across Portugal 2022 aos três atletas femininos e masculinos mais rápidos na soma dos segmentos cronometrados das 6 etapas.

Sim, durante toda a etapa e em todas as etapas os participantes deverão transportar e usar:

- Capacete homologado

- Luz traseira

- Kit básico de mecânica (câmara suplente, desmontas e bomba de ar)

- Telefone móvel (ligado)

- Máscara certificada 

No início de cada etapa, dependendo de algumas condicionantes, entre elas as de origem climatérica, poderá ser igualmente obrigatória a apresentação de material e equipamento que a organização considere necessários para efectuar em segurança essa mesma etapa.

- Manta térmica

- Casaco corta-vento

- Manguitos

- Luvas com dedos completos

- Capas sobre-botas

No momento da acreditação da prova será obrigatória a apresentação de todo o equipamento e material referidos neste ponto

Conforme a sua distância e o seu nível de dificuldade, em cada etapa existem 2 ou 3 pit stops.

Em cada um deles haverá alimentos de ingestão rápida como sandes, fruta fresca, frutos secos, biscoitos, água, sumos e bebida isotónica. Para além destes alimentos habitualmente usados na recuperação energética, em cada pit stop são oferecidas algumas das especialidades gastronómicas locais.

No final de cada etapa é servida uma refeição volante de recuperação.

Sim. Existe uma equipa de massagistas no final de cada etapa que assegura uma massagem de 15 minutos a cada atleta que contratar este serviço.

Este serviço pode ser contratado pelo participante como extra no momento da sua inscrição.

Sim, todos os participantes estão cobertos por um seguro de acidentes pessoais e responsabilidade civil disponibilizado pela Federação Portuguesa de Ciclismo, no âmbito do enquadramento federativo do Ride Across Portugal.

Coberturas:

Acidentes Pessoais (AP):

  • Morte ou incapacidade permanente por acidente: 28 043,00€
  • Despesas de tratamento e repatriamento por acidente: 5 000,00€
  • Despesas de funeral (gastos): 2 700,00€

Responsabilidade Civil (RC):

  • Capital coberto: 50 000,00€

Os participantes que desejem ter um seguro com maior cobertura devem garantir esse serviço, apelando aos seus próprios recursos.

Tendo em conta os riscos associados à situação pandémica atual, em especial os riscos associados a necessidades de isolamento, confinamento ou quarentena e aos custos associadas a estas situações, é aconselhado que cada participante subscreva um seguro que cubra estas situações.

Sim, existe a possibilidade de participar em equipas de dois elementos. Os participantes poderão inscrever-se na modalidade de “duplas”, dividindo o percurso de cada etapa pelos dois atletas (estafeta), sendo a transição efetuada num local e numa janela de tempo a definir pela organização para cada uma das etapas.

Os preços da inscrição para os participantes em duplas, é o mesmo da participação normal.

Os participantes em duplas terão de se deslocar durante as etapas por meios próprios, (do início da etapa para o local de transição e deste ponto para o final da etapa, salvaguardando sempre o regulamento da prova em especial no que se refere à circulação de viaturas estranhas à organização entre os atletas.

Para os participantes em duplas que pretendam a contratação de transferes para e a partir destes pontos de transição em cada etapa devem contactar a organização ou os Operadores Turísticos Oficiais.