O Ride Across Douro-Minho foi pensado para proporcionar um desafio ciclístico inesquecível numa das zonas mais bonitas e desafiantes de Portugal. Uma experiência rica que combina beleza natural, património cultural e uma gastronomia deliciosa.

Desenrola-se através do vale do rio Douro – declarado Património da Mundial da Humanidade pela Unesco - e uma das mais antigas regiões vinícolas demarcadas do mundo, com uma paisagem inesquecível, e o exuberante verde montanhoso do Minho no período anual onde melhor se pode apreciar esta região vinícola, o tempo das vindimas e a beleza do princípio do Outono.
Os ciclistas mais competitivos desfrutam de segmentos cronometrados em cada etapa que lhes permitem-lhe lutar pela classificação de cada etapa e pela vitória final no Ride Across Douro-Minho.
Este formato é uma forma mais inclusiva de os ciclistas competirem e ainda terem tempo e liberdade para socializar, se reagrupar, parar em postos de atendimento, pedalar com amigos, parar e tirar fotos.

Data

23 a 27 de Setembro de 2024 aproveitando a altura das vindimas nesta região e o clima mais ameno do fim do Verão em Portugal

Hotéis de 4 e 5 estrelas

Os participantes ficam hospedados nos melhores hotéis de cada cidade de chegada, escolhidos para melhor recuperar da etapa de cada dia

6 Dias - 5 Etapas

5 dias, atravessando as mais bonitas estradas do Norte de Portugal. 5 etapas que desafiam não só a tua forma como ciclista, mas também os teus sentidos, absorvendo toda a diversidade paisagística e cultural de um país com mais de 8 séculos de história

Dificuldade

Variando entre estradas de sobe e desce e algumas subidas icónicas, mas sem grandes desafios de montanha, as 5 etapas percorrem um total de 500 km com 9.500 m de subidas acumuladas

Etapas

ETAPA 1

PORTO - RÉGUA
113Km › 2070m D+

A primeira etapa do RADouro-Minho é uma celebração ao Vinho do Porto, o néctar que espalhou o nome de Portugal por todo o Mundo.

Partindo da cidade que lhe deu o nome e com chegada ao Peso da Régua, esta primeira etapa decorre integralmente nas margens do Rio Douro, no entanto no sentido inverso ao que os barcos faziam no passado, quando transportavam as barricas de vinho desde as vinhas plantadas nas margens acidentadas do rio até à foz, na cidade do Porto.

A etapa não tem grandes subidas, no entanto o sucessivo sobe e desce poderá deixar marcas no final do dia, exigindo uma boa recuperação para as etapas mais montanhosas que enfrentarão os participantes nos próximos dias.

Ao longo desta primeira etapa, em que o Rio Douro marcará a paisagem, os ciclistas cruzarão algumas localidades emblemáticas desta região, assim como alguns dos mais icónicos afluentes que desaguam no Rio Douro.

A cidade do Peso da Régua, considerada para muitos, como a capital do Vale do Douro, acolherá a chegada desta primeira etapa.

ETAPA 2

RÉGUA - MONDIM DE BASTO
92Km › 2680m D+

O início da segunda etapa é marcado pela primeira grande subida do dia, que levará os participantes do Peso da Régua até ao alto das Serras do Marão e do Alvão.

Embora não tenha pendentes muito acentuadas, é uma subida longa. O enquadramento é magnífico, com as encostas preenchidas pelas vinhas desta que é a região vinícola demarcada mais antiga do mundo.

Chegados ao alto, é a vez de descer ao longo daquela que é certamente uma das estradas mais bonitas de Portugal. A EN 304 oferece a mistura perfeita entre um traçado sinuoso e desafiante e um arrebatador enquadramento paisagístico.

O segundo grande desafio do dia será a subida que dá acesso a um dos locais icónicos da Serra do Avão, a cascata das Fisgas do Ermelo. As pendentes mais acentuadas serão do agrado dos trepadores.

Na longa descida até Mondim de Basto, todos poderão recuperar forças para o desafio final - a conquista do Alto da Srª da Graça, onde se situa a meta desta segunda etapa. A subida da Senhora da Graça é uma das mais míticas subidas para todos os ciclistas em Portugal, e que ano após ano é palco de alguns dos duelos mais decisivos das várias edições da Volta a Portugal.

ETAPA 3

MONDIM DE BASTO - CANIÇADA
85Km › 2000m D+

O início da terceira etapa é enquadrado pela paisagem típica da região do Minho, num traçado que liga Mondim de Basto a Cabeceiras de Basto, onde se inicia o primeiro grande desafio do dia.

Uma subida longa, traçada ao longo de um espectacular vale, leva os participantes até à povoação de Salto, já em plena região do Barroso, antes de entroncarem na estrada EN 103, outra das mais icónicas estradas do nosso país, traçada como um balcão ao longo das margens do Rio Cávado e dos sucessivos espelhos de água formados pelo conjunto de barragens que construídos ao longo deste rio.

Antes da descida final, em direcção ao Rio e às Caldas do Gerês, a ascensão à Serra da Cabreira premiará os participantes com as espectaculares vistas sobre o Parque Nacional do Gerês, que será o grande cenário para a etapa do dia seguinte.

ETAPA 4

CANIÇADA - MONÇÃO
112Km › 2540m D+

Esta é a Etapa da Rainha do RADouro-Minho, onde a espetacularidade das estradas e dos cenários atravessados, será a merecida recompensa pelas dificuldades que todo o pelotão irá enfrentar.

Traçada ao longo de algumas das mais espetaculares estradas de montanha de Portugal, esta etapa fará uma incursão em Espanha, transportando os participantes ao coração do Parque Nacional da Peneda Gerês.

A passagem no espelho de água da Barragem da Caniçada e nas Caldas do Gerês darão o mote para o que vem a seguir, com a dura ascensão à Portela do Homem, onde o pelotão cruzará a fronteira pra entrar em Espanha. A estrada que sobe numa sucessão desafiante de curvas é enquadrada por uma das mais preservadas manchas florestais de Portugal, com a Mata de Albergaria (situada perto do final da subida) a brilhar como um dos monumentos naturais mais valiosos do nosso país.

A vila termal de Loivos, com as suas fontes água quente, é a principal referência da passagem por Espanha, antes do percurso reentrar em Portugal, pela fronteira localizada junto às margens da Barragem do Lindoso, para depois se embrenhar nas estradas de montanha da Serra da Peneda, rodeadas pela paisagem agreste que caracteriza esta região.

A acolhedora vila de Monção, situada nas margens do Rio Minho, é o local perfeito para todo o pelotão recuperar desta grande etapa, preparando-se para o último dia do RADouro-Minho.

ETAPA 5

MONÇÃO - VIANA DO CASTELO
96Km › 1470m D+

A última etapa do RADouro-Minho é uma viagem ao longo de alguns dos melhores cenários da Região do Alto Minho, onde as montanhas, os rios e o Oceano Atlântico se juntam às típicas vinhas da Região do Vinho Verde, num dos melhores destinos para a prática do ciclismo em Portugal.

Cerca de 10 km depois da saída da Vila de Monção, tem início o único grande desafio do dia. Uma subida longa, mas com pendentes moderadas antecede a passagem pela Vila de Paredes de Coura.

Os vários quilómetros percorridos na Estrada Nacional 301, ao longo das margens do Rio Coura será por certo um dos pontos altos desta etapa, antecedendo a chegada à bela Vila de Caminha, situada na Foz do Rio Minho.

A parte final da etapa é percorrida junto ao mar, num traçado praticamente plano, e que levará o pelotão até à Cidade e Viana do Castelo, que acolhe a chegada final do RA… e onde todos poderão celebrar a conquista deste desafio.

Mapa

Peça mais informação ou Inscreva-se agora!